Entenda o que é o selo FSC e a importância para a sua empresa

Os brasileiros são os que mais procuram por produtos com certificado florestal e estão dispostos a pagar mais caro por produtos com este certificado, de acordo com dados do report anual do Conselho de Manejo Florestal

Diante de um cenário no qual cerca de 70% dos produtos com origem amazônica no mercado brasileiro é de origem ilegal, o selo FSC não só recompensa o esforço das empresas que resistem às facilidade do comércio criminoso como também permite a criação de uma comunidade de empresas comprometidas com as melhores práticas do desenvolvimento sustentável.

De onde surgiu essa certificação? Quais os seus principais requisitos? Por que avaliar este selo na hora da compra de produtos com origem florestal?

A certificação FSC

Antes de saber o que é a certificação, precisamos apresentar a ONG por trás de toda a difusão do conceito de certificação florestal: a Forest Stewardship Council – Conselho de Manejo Florestal. Criada oficialmente em 1993 como uma forma de responder ao desmatamento global, a FSC é uma organização independente que reúne nomes relevantes de todo o mundo para discutir e definir o que é um manejo florestal que atenda ao tripé da sustentabilidade: ambientalmente correto, socialmente justo e economicamente viável.

Nessa perspectiva, a certificação FSC é uma ferramenta de controle da produção florestal para orientar o consumidor a decidir melhor na hora da compra. Com o selo FSC, empresas e clientes finais podem ter certeza de que estão comprando um produto de uma empresa que se preocupa com questões ambientais e está de acordo com os princípios de manejo florestal responsável.

O manejo florestal responsável

Falando nisso, os critérios do FSC foram publicados pela primeira vez em 1994, com posteriores revisões finalizadas somente no ano de 2012.

Dentre os principais princípios que uma empresa precisa seguir na prática para receber o selo FSC estão:

– respeito aos direitos dos trabalhadores, aos povos indígenas e tradicionais;

– uso múltiplo dos produtos e serviços da floresta;

– Plano de Manejo consistente com os objetivos da organização e proporcional à escala, à intensidade e ao risco das atividades;

– manter e melhorar as áreas de alto valor de conservação na unidade de manejo.

Quem pode ser certificado

Pior que os copos descartáveis, os toners e cartuchos quando descartados de forma incorreta podem demorar milhares de anos para se decompor de forma natural, uma vez que na sua composição existem componentes metálicos e pequenos circuitos que retardam ainda mais esse processo. Além disso, os restos de tinta são extremamente tóxicos para o ambiente, afetando diretamente animais e seres humanos.

O ideal, portanto, é direcionar esse material para lojas de eletrônicos ou pontos de coletas especiais que realizarão o descarte de modo apropriado ou retornarão o material para o fabricante, que por sua vez será responsável por reaproveitar e reciclar boa parte dos componentes que antes iriam diretamente para a natureza.

Recicle ou reutilize aparas de papel

Qualquer operação florestal – empresa, organização ou comunidade que estejam interessadas no manejo florestal responsável – pode solicitar a participação no processo de certificação. Em outras palavras, qualquer empreendimento diretamente ligado a produtos florestais que queira exibir a logomarca FSC em suas embalagens.

Para passar pelo processo de certificação, é necessário a adoção de uma série de procedimentos e padrões de conduta para só então ser realizada uma auditoria por uma certificadora (empresa) credenciada, uma vez que o FSC não realiza nenhuma auditoria nem o processo de certificação em si.

Desde reutilizar o verso de impressões mal sucedidas ou separar o lixo de escritório do lixo comum, você também pode fazer parte dessa nova geração de empresas sustentáveis ambientalmente e de quebra ter uma empresa mais eficiente – reduzindo os impactos ambientais e os custos.

As etapas da certificação, portanto, são divididas em cinco:

1) Contato Inicial – a instituição interessada contacta a empresa certificadora; 

2) Avaliação – o manejo, sua documentação e operações de campo, são analisados de forma geral a fim de encontrar não conformidades com relação aos princípios e critérios da FSC;

3) Adequação – período em que a operação florestal deve adequar-se às normas não atendidas na etapa anterior; 

4) Certificação da operação – quando ocorre a auditoria e, se a operação for aprovada, é compartilhado um resumo público do manejo florestal pela certificadora;

5) Monitoramento anual – pelo menos uma vez por ano, após a certificação, deve ser realizado um monitoramento da operação.

Para encontrar uma certificadora e consultar detalhes como preço e viabilidade para o seu negócio, basta acessar a lista no site da FSC Brasil.

Caso o seu negócio não se caracterize como uma operação florestal mas você também quer se envolver com os princípios, faça como a Unigráfica: o primeiro passo é começar a avaliar se os seus fornecedores têm o selo FSC.

Aqui na Unigráfica já fazemos a nossa parte. Todos os nossos fornecedores de papel são certificados FSC e, por isso, todos os nossos produtos, como folders, embalagens, revistas e impressos contam com matéria-prima 100% legal e ambientalmente correta.

Nos preocupamos tanto assim com a qualidade e o compromisso ambiental dos nossos fornecedores porque valorizamos os nossos clientes e queremos entregar uma experiência que, do início ao fim, é ambientalmente sustentável.

Entendeu por que valorizar as empresas com este selo e priorizá-las na hora de decidir qual material comprar?

Venha conosco e se junte a esse time de empresas e consumidores responsáveis!

Entre em contato e entenda melhor como fazer parte de uma nova era de sustentabilidade e resultados ainda melhores com a Unigráfica.

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Últimos posts

WhatsApp Image 2019-05-23 at 09.21.53 (2)

A sua gráfica pra ontem!