Designer: como contratar um – Da forma certa

Design de embalagem

Você sabia que 90% da informação enviada para o nosso cérebro é visual e que conteúdos com imagens são 40 vezes mais compartilhados nas redes sociais? É por isso que a sua empresa precisa de um designer!

Investir em um bom designer, por esses e outros muitos motivos, tornou-se fundamental para qualquer empresa de todos os ramos de atuação.

Encontrar os talentos certos pelos valores de investimento condizentes com a realidade, no entanto, ainda é um grande desafio.

Mas não é uma missão impossível!

Separamos algumas dicas para ajudar você a selecionar o profissional mais adequado à sua empresa. Elas vão fazer toda a diferença na hora em que você for contratar seu próximo designer freelancer, por exemplo.

TUDO COMEÇA COM UM BOM PORTFÓLIO

O portfólio é muito mais relevante na escolha de um designer que o bom e velho currículo. Apesar de que ele, por sinal, ainda é muito útil para você conhecer a história do seu candidato. No entanto, o portfólio é a melhor ferramenta para você avaliar o trabalho de algum profissional do design.

O portfólio é a vitrine de um bom designer. Por meio dele, você consegue ter acesso aos principais trabalhos de um profissional. Além disso, você consegue avaliar se o seu trabalho está alinhado com as expectativas que você possui.

Por exemplo, existem muitos sites onde um profissional pode construir seu portfólio. Estar fazendo consultas a sites como o Behance e avaliando o trabalho produzido pode também ser um ótimo hábito para ficar por dentro do que está sendo produzido mundo afora.

Portanto, um bom portfólio é essencial. No entanto, habilidades como criatividade e capacidade de atender a prazos não podem ser medidas em um portfólio. E é por isso que você precisa fazer pequenos testes que permitam conhecer melhor quem você está avaliando.

TESTE

Sempre.

Assim que tiver avaliado o portfólio do designer e se interessado pelo seu trabalho, dê para ele pequenas e não muito complicadas tarefas para execução. (e pague por isso, evidentemente).

Contratar um designer para um pequeno e rápido job freelancing é a melhor forma de você ter a segurança necessária para contratá-lo mais tarde para projetos maiores ou até mesmo como funcionário da sua empresa.

ENTREVISTE

Uma vez que você já conhece bem o trabalho do profissional (esse processo pode demorar meses ou semanas, dependendo da sua necessidade), marque uma entrevista presencial se você realmente estiver interessado em contratá-lo.

Então pergunte sobre o processo de trabalho do candidato. Além disso, avalie o quanto organizado ele é no seu método de trabalho de modo. Isso para que, ao fazer parte de uma estrutura maior, nem ele nem a sua organização tenham problemas graves de adaptação.

Além disso, deixe o candidato livre para falar das suas experiências anteriores e o que mais o incomodou nas empresas por onde já passou. Desta forma, você poderá ter expectativas mais reais quanto ao seu desempenho na sua empresa.

Por fim, faça uma pergunta clássica:

Em uma ocasião onde você tenha um grande volume de trabalho e um prazo curto, você prefere entregar todo o trabalho no prazo estipulado, sacrificando a qualidade do produto final, ou você prefere entregar apenas parte do trabalho, mas com a qualidade próxima do que você considera ideal?

A resposta certa dependerá do que você enquanto empresário espera e o que a cultura da sua empresa considera como mais relevante. Essa é uma pergunta chave pois evitará futuras frustrações e atritos quanto a qualidade e prazo das entregas.

Aprendeu como encontrar o profissional ideal para cuidar do design da sua empresa?

Agora você também pode contar com a gráfica ideal!

Entre em contato com a Unigráfica e conte com a experiência de duas décadas aliada a tecnologia e agilidade para ajudar você a ter melhores resultados.

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin
WhatsApp Image 2019-05-23 at 09.21.53 (2)

A sua gráfica pra ontem!